/ESTRATÉGIA

PARTICIPAÇÃO

Em empresas com necessidade de reestruturação. Situações consideradas com potencial de desenvolvimento e onde existe conhecimento ou experiência no negócio. As carências podem ser financeiras, de gestão, de liderança, de custos, de pessoas ou ao nível de planeamento estratégico. A possível participação no capital, minoritária, permitirá às empresas alvo preservar a sua identidade acionista e é uma forma de estimular a partilha de risco (de quem entra) e compromisso de crescimento (de quem está).

CONDIÇÕES DE GESTÃO

Existirá um pagamento à Mistura Singular de um fee de gestão mensal, variável e em função dos resultados. A Mistura Singular, com presença nos órgãos sociais, será a responsável pela elaboração e controlo do planeamento estratégico e planos operacionais anuais. Promove e coordena as reuniões de administração e de gestão executiva. Em termos de gestão corrente, assume a coordenação das áreas centrais, nomeadamente administrativas, financeiras, de recursos humanos, sistemas de informação e controle de gestão. A pessoa que preenche o cargo de diretor financeiro da empresa deverá ter a anuência da Mistura Singular.



PROCESSO DE ENTRADA
 

FASE 2
Após a fase 1, decide-se a intensidade de gestão necessária, bem como a entrada no capital e eventual envolvimento financeiro. Ambas as situações são definidas em contrato.



 

 

FASE 1
Quer para iniciar a gestão, quer para a possível entrada no capital, realiza-se previamente uma análise e diagnóstico à empresa.





FASE 3

Entrada definitiva no capital, se for o caso, e com permanência mínima de 3 anos. A saída da Mistura Singular faz-se por decisão de qualquer uma das partes.



UM COMPROMISSO DE GESTÃO

design by CLARABOIA.COM ®