/3º trimestre 2012

O INÍCIO


Nos dias de hoje o que faz a diferença é a informação e o que fazemos com ela. Tudo flui muito rápido e é preciso uma comunicação eficaz. É por isso que dou um feedback sobre a Mistura Singular, depois do seu lançamento há quase 3 meses.
Somos uma equipa com duas fortes valências - uma frente de gestão efetiva de 3 gestores, alinhados com uma retaguarda eficiente de pessoas com enorme valor.
Só com equipas competentes é possível abraçar desafios sérios.


Como empreendedor estou muito satisfeito pois a adesão é muito interessante. Todas as semanas temos uma situação nova para apreciar e já lá vão quase 20. Desde já a minha felicitação a todos os que entendem que a Mistura Singular pode ser um aliado.



Como gestor estou preocupado. Apercebo-me que os empresários estão a deixar as empresas ir longe demais. Quando admitem ajuda já a situação é delicada. Porém, o que mais me surpreende é que, mesmo assim, a Mistura Singular, atrevendo-se a ajudar, o empresário não decide. Mantém a hesitação e deixa correr o marfim.


We must be careful! O momento do país é crítico e os mercados internacionais modificam-se a uma velocidade imperceptível. Este panorama merece decisões inadiáveis.
Há quem pense que enquanto o “pau vai e vem, folgam as costas” mas...todos sabemos que é a estratégia da morte anunciada.
Há um défice claro de decisão. Mais que de financiamento.
Esta é a minha primeira grande constatação.


Revitalizar. A propósito de situações limite, momento em que as empresas caminham a passos largos para a falência, deixo umas notas sobre a “fase do Revitalizar”. O Modelo Revitalizar, definido pelo Governo, pode ser considerado o momento antes da falência (para a evitar, claro) e pretende proporcionar à empresa tempo para se reorganizar, isto é, aliviando-a do sufoco criado pelos credores (fornecedores, bancos, finanças e segurança social).
Apesar de os empresários já não terem qualquer pudor em falar do Revitalizar como se estivessem a falar de um “complexo vitamínico”, devo dizer que a solução Revitalizar é o princípio do fim. Só não o é se o empresário e a gestão tiverem um plano de ação para a empresa. O Revitalizar por si só não resolve coisa nenhuma. É apenas um meio ao serviço de um bom plano, se o houver.



Por fim:
Deixo uma palavra de apreço a dois empresários que tomaram a decisão de abrir os braços mesmo antes da empresa estar em crise. Foram visionários e merecem esta diferenciação pois torna tudo muito mais fácil e competitivo.
Despeço-me com este enorme prazer em servir o meu país ajudando na gestão das pequenas empresas (12,5% do total nacional). É com sentido de missão mas também com imenso gozo até porque, a vida tem que dar gozo mesmo trabalhando.


 

José Miguel Marques Mendes
CEO


 

UM COMPROMISSO DE GESTÃO

design by CLARABOIA.COM ®