/3º trimestre 2014

A PROFISSIONALIZAÇÃO DA GESTÃO

A profissionalização da gestão é o mesmo que gestão profissional porém, ambas as definições não pressupõem falta de profissionalismo nos seus protagonistas.

Nos dias que correm tem-se falado imenso da necessidade de profissionalizar a gestão das empresas como forma de as tornar mais fortes e consistentes. De facto, e numa analogia com o futebol, uma coisa é a forma como uma equipa se organiza e joga e outra é o ter ou não ter jogadores competentes.

 

A base de tudo é a competência e o profissionalismo das pessoas. Só é possível fazer algo por uma organização, se as pessoas que a constituem tiverem potencial de desempenho e experiência.

Uma vez garantido o anterior, o desafio é organizar a gestão da empresa por forma a torná-la mais profissional, que é o mesmo que:

1- Definir uma identidade corporativa, isto é, com os principais quadros da empresas, ter claro qual a missão da empresa, qual a ambição que os une e sob que valores vão assetar os seus comportamentos.

2- Construir um organigrama de funções onde está clara a hierarquia de responsabilidades bem como as áreas departamentais que refletem a realidade da empresa.

3- Organizar as reuniões de trabalho para que, por um lado garantam que os assuntos são tratados de forma fluida mas, por outro, ter a certeza que não se cai em nenhum exagero de concentrações.

4- Ter claro qual o plano económico, financeiro e de ações para a empresa numa perspetiva mensal e anual.

5- Identificar os investimentos necessários a levar a cabo numa base de 3 anos.

6- Elaborar e difundir informação de gestão que oriente a liderança e ajude a tomar decisões correntes.

7- Desenvolver um quadro de líderes com capacidade para gerir conflitos tirando o máximo de partido da riqueza das discussões, irreverências e convicções.

8- Formar as bases de trabalho de forma a saber fazer cada vez melhor mas, em simultâneo, saber detetar potencial de crescimento e garantir desenvolvimento de carreira.

9- Ousar premiar o sucesso mas também atuar em caso de incompetência, mau desempenho ou mau comportamento.

 

Há mais algumas características de uma gestão profissional que importa implementar mas, sem exceção, todas elas permitem obter duas coisas importantíssimas:

- Uma organização forte, unida e informada para poder desenvolver o negócio mesmo com os contratempos que os mercados, naturalmente, se encarregam de “atirar para o caminho”.

- Credibilidade externa junto dos parceiros habituais, que é o mesmo que dizer, banca, fornecedores e clientes.

Dois objetivos vitais - domínio do negócio e credibilidade externa.

 

 

José Miguel Marques Mendes
CEO


 

UM COMPROMISSO DE GESTÃO

design by CLARABOIA.COM ®